Página Inicial | Graduação - Engenharia Civil

Coordenação do Curso

O Coordenador do Curso de Engenharia Civil do Instituto Galileo, autor do projeto de criação e responsável pela implantação do Curso é o Professor Jonathan Madeira de Barros Nunes, Doutor em Estruturas e Construção Civil pela Universidade de Brasília - UnB (2005), Mestre na mesma área pela mesma instituição (1999) e Bacharel em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Piauí - UFPI (1995).

O Professor Jonathan Madeira de Barros Nunes tem larga experiência docente. É professor adjunto da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) desde 2007, onde já ministrou as disciplinas de Fundações e Obras de Terra, Teoria de Estruturas II, Teoria das Estruturas III, Introdução à Engenharia, Materiais de Construção I, Materiais de Construção II, Estruturas de Aço, Pontes e Seminários de Engenharia Civil, além de participações como membro ou presidente em bancas de exame de alunos e de seleções de docentes. Durante seu doutorado, estagiou no Laboratorio di Ricerchi Nucleari di Bologna (Bolonha, Itália), de fevereiro a março de 2001. Foi autor do Projeto de Criação do Curso de Engenharia Civil da UESPI (2001). Foi, ainda, professor de Engenharia Civil no Instituto Planalto de Ensino Superior (IESPLAN) em Brasília (2005 a 2006) e professor do Instituto Dom Barreto (1990 a 1991).

Sua experiência fora do mundo acadêmico também é vasta. É Auditor Governamental, área de Auditoria e Controle de Obras Públicas, da Controladoria-Geral do Estado (CGE-PI) desde 2007. Anteriormente, foi Analista de Infraestrutura de Transportes do DNIT (2006 a 2007), Analista de Infraestrutura Nível IV do Ministério da Educação (2004 a 2006) e Engenheiro Civil do Grupo Meio Norte (1995 a 1997), além de obras e projetos como profissional autônomo. É autor do Manual de Orientações para Execução e Fiscalização de Obras Públicas, publicado pela CGE-PI. Em seu currículo constam diversas aprovações em concursos públicos, com destaque para Senado Federal – Analista Legislativo de Engenharia Civil (4º lugar – 2012), UESPI – quadro permanente (1º lugar – 2009), CGE-PI (1º lugar – 2007), UESPI – quadro provisório (1º lugar – 2007), DNIT (3º lugar – 2006), Ministério da Cultura (11º lugar – 2003), MEC (18º lugar – 2003).